2 de set de 2013

Guia de Compras em Rivera - Free Shops Uruguai


Com alguma frequência eu viajo para Rivera, fronteira com o Uruguai onde tem muitos Free Shops pra abastecer meu estoque de makes, e recebo muitas perguntas de meninas sobre onde exatamente eu compro, como funciona, se vale a pena e etc. 

Resolvi reunir as respostas dessas dúvidas todas em um post - guia pra quem for se aventurar nessa viagem de compras! ;)

Por acaso eu tenho a sorte de morar num lugar relativamente perto do Uruguai, e é claro que eu aproveito pra passar lá sempre que dá, pra encher meus estoques de maquiagem principalmente para trabalho.

O comércio das fronteiras é bem diferente de fronteira do Paraguai - não tem produtos falsificados, coisas ilegais, sacoleiros ou coisas do tipo. Todas as lojas são fiscalizadas e certificadas, e só estrangeiros podem comprar, então o comércio é bem tranquilo e quase todo de turistas brasileiros. Os produtos são vendidos em dólar americano, mas dá pra pagar também em real ou pesos uruguaios, segundo a cotação de cada loja.

O que se encontra nos Free Shops que geralmente vale a pena comprar são bebidas, equipamentos eletrônicos, perfumes, maquiagem, cremes, shampoos, chocolates, vestuário, calçados, artigos esportivosbrinquedos, além de outras coisas diversas que geralmente não valem a pena pelo preço.

Fotografia de stock: France Paris Charles de Gaulle Airport departures…

As opções que temos de Free Shops na fronteira com o Uruguay por aqui são Rivera, Chuy e Rio Branco. Rio Branco é a cidade mais próxima, a 390km de distância de Porto Alegre, enquanto Riveira e Chuy ficam a mais ou menos 500km da capital por caminhos diferentes. Eu nunca fui a Rio Branco, mas entre o Chuí e Rivera prefiro Rivera, que tem bem mais opções de lojas e produtos, além da estrada que é mais tranquila e segura.

Por isso eu acabo sempre indo para Rivera, no Uruguai. A cidade do lado brasileiro é Santana do Livramento, e dá mais ou menos 6 horas de viagem dependendo é claro da velocidade.

Dá pra fazer um bate-volta indo e voltando no mesmo dia, mas eu acho que tem que ter pelo menos dois motoristas pra se revezar porque não dá pra brincar com estrada, né?!


Eu pessoalmente vou sempre com meu pai e minha madrasta, eles vão pra comprar vinhos e artigos esportivos e eu me ataco nas makes! hehe Nós vamos em um dia bem cedo e voltamos no outro. 

Saindo de Porto Alegre no máximo as 6h da manhã pra não pegar transito chegamos lá um pouco antes do meio dia, e dá pra aproveitar as lojas que ficam abertas até mais ou menos as 19h. Pra quem quer voltar no mesmo dia é tranquilo, mas nós geralmente ficamos por lá mesmo. Dessa vez ficamos no Hotel Emirates que fica em Santana do Livramento, no lado brasileiro. O hotel é bem confortável e tem translado gratuito para os Free Shops, bom pra quem quer ir de ônibus. Geralmente voltamos bem cedo de manhã no outro dia e dá pra chegar de volta a Porto Alegre antes do meio dia, mas pra quem vai passar uma noite lá vale a pena passar nos Free Shops de novo de manhã, porque sempre falta alguma coisa! hehe

As compras não são livres e existe uma cota que é de U$300 por pessoa. Na saída da cidade da fronteira é obrigatório passar pela Receita Federal, que pode parar o carro/ônibus para a fiscalização, ou não. Pessoalmente, eu já fui mais de 10 vezes e fomos parados só uma vez, mas sempre saímos bem cedinho, o que acho que ajuda.

Se passar da cota, você pode pagar os impostos equivalentes ao excedente (cerca de metade do valor do produto). Se não quiser ou não valer a pena, os produtos ficam retidos lá e basicamente já era, vão pra leilão... hehe

É claro que tem uma tolerância e sempre tem como passar um pouquinho da cota com algumas manhãs... Tipo se você comprou um tênis ou um casaco dá pra voltar já usando e né, já era seu, ninguém comprou ele na fronteira... hahah Com maquiagem dá pra fazer um pouco isso também, tirando os produtos das embalagens e colocando em necessaires do tipo "já era tudo meu, tava em uso". Mas daí tem que cuidar as notas fiscais também, pra não misturar o que já era seu e o que você comprou! hehe Eu sempre faço isso, mas nunca ninguém pediu pra abrir minha mala nem nada do tipo. (ME SINTO UMA CRIMONOSA DANDO ESSAS DICAS, NÃO ME JULGEM! HAHAH)


A grande maioria das lojas fica na avenida principal: a Avenida Sarandí.


A maioria das lojas tem um mix de produtos diversificado com um pouco de cada coisa - tem poucas lojas especializadas em um só tipo de produto, exceto eu acho que de roupas. 

Sinceramente a maioria delas tem os mesmos produtos, muda pouca coisa. Os preços muitas vezes são os mesmos e parecem até tabelados principalmente pra perfumes. Pra maquiagem os preços mudam um pouco, é raro encontrar uma diferença muito grande de preço pra um produto mas é sempre bom conferir.

Basicamente as marcas que tem lá de maquiagem são Revlon, Loreal, NYC, Bourjois e Max Factor das mais "populares", com alguma coisa de Wet n' Wild e às vezes alguma marca diferente ou desconhecida. Das marcas mais conceituadas e mais caras, tem bastante Lancome, Dior, Chanel, Givenchy, Guerlan, Clinique, Tigi, Pupa, Clarins, Helena Rubinstein, e algumas outras que eu não conhecia como Makeup Factory.

Com outros produtos cosméticos tipo de unhas e cabelos as marcas também não são muitas e se repetem bastante nas lojas. O que eu encontrei foi Saly Hansen, Mavala, OPI, The Body Shop, Nivea, Locitane, John Frieda, Victora Secrets... E acho que só!

A variedade de produtos entre as marcas também é bem parecida de loja pra loja, e as cores também são limitadas. Por exemplo: tem as bases da Revlon Colorstay que eu adoro, mas só tem a cor 180 ou mais escura, em todas as lojas. Tem a sombra Infalible da Loreal, mas tem só umas 5 cores diferentes que se repetem em todas as lojas, algumas tem uma ou duas, outras tem 3 ou todas, mas só dentro dessas cores. E nenhuma das cores é tipo a Eternal Black ou alguma neutra dessas que devem ser as mais vendidas, são todas tons pastéis que não seriam a prioridade de alguém comprar.

A impressão que eu tenho é de que as lojas são tipo um Outlet, que vendem os produtos meio "ponta de estoque", então as vezes é difícil achar aquele produto naquela cor que todo mundo deseja. Os produtos são todos na validade e nada defeituoso, mas a variedade de produtos e de cores é limitada mesmo. Eu acho que as lojas compram os produtos todos do mesmo fornecedor ou algo assim, porque desde a seleção de marcas até de cores é basicamente a mesma em todas as lojas. Se não tem a cor tal em duas ou três lojas, e quase impossível encontrar em alguma das outras! 

O que mais muda de loja pra loja é a cotação do dólar, que acaba mudando o preço final em reais se você comprar à vista. Comprando no cartão de crédito vale a cotação do dólar da administradora do cartão no dia da compensação, perto da data de vencimento. Pode ser bom se o dólar estiver em baixa, mas ele também pode subir bastante, não tem como prever! Além disso, tem os 6% de IOF, que é um imposto por compras internacionais. Eu não aconselho comprar no cartão de crédito encomendas de amigos, porque depois chega a fatura e saiu mais caro do que o preço que você falou ou que ele imaginou e fica aquela coisa chata.

Então, vamos às lojas que eu conheço:


Siñeriz é uma das maiores lojas entre os Free Shops de Rivera, e fica bem no início da Avenida Sarandí, na parte mais alta. É uma das mais completas e tem quase todas as marcas de cosméticos, além de bastante coisa de bebidas e outros artigos também. Lá foi um dos lugares mais completos em relação a linha de produtos de cada marca: tinha make Dior e toda a linha de tratamento também da Chanel (make Chanel não tinha!), além de todas as outras marcas de Revlon a Lancome e etc.


Além da loja da Siñeriz, agora tem também um shopping deles que fica mais afastado da fronteira. Também é Free Shop, tudo no mesmo estilo e preços, mas muuito maior!


Shopping Siñeriz fica a uns 15 minutos de carro da avenida principal e a maior vantagem é que fica aberto até mais tarde, enquanto as lojas fecham cedinho tipo as 19h. No shopping tem algumas lojas uruguaias tipo livrarias e farmácias e um mercado, além de alguns restaurantes (tem até um Burger King!). O negócio é enorme mesmo e de encher os olhos, mas confesso que me decepcionei bastante depois de entrar.

Os produtos são basicamente os mesmos, não encontrei mais variedade em nada, só talvez mais perfumes. Mas no geral são as mesmas marcas, e algumas tem até menos oções de produtos e cores. Eu fiz as compras todas na rua principal e deixei pra comprar lá algumas coisas que faltavam, e muitas eu não encontrei.



O que eu acho que tem mais opções lá são coisas para casa e vestuário, que tem várias marcas.


Duty Free Americas também é um dos maiores free shops (ou será o maior?) e tem uma variedade enorme de produtos! Fica bem no final da rua e tem um pouco de cada marca, de Loreal e Revlon até as makes Chanel, Dior, Shiseido, Victoria Secrets, Tigi, L'occitane, Helena Rubinstein, acho que foi a loja mais completinha que encontrei! Tem bastante produtos pra cabelo também e a parte de cima é só de outlet de roupas e bolsas de marcas (que eu particularmente não ligo muito e não achei nada imperdível).

Ouvi dizer que era nessa loja que um lindo dia teve Urban Decay, mas faz uns 2 anos já que eu sempre pergunto e eles não trabalham mais com a marca!



Neutral é uma loja bem tradicional e completinha, tem um pouco de cada coisa e de cada marca como todas as lojas maiores. A única marca de diferente que tinha lá foi a Guerlan, que não tem em todas as lojas. O que eu gosto na Neutral é que é fácil de encontrar os produtos e fazendo um cartãozinho de desconto deles tem desconto progressivo: a partir de U$250 tem 5% de desconto, a partir de U$400 tem 7% e comprando mais de U$600 tem 11%, o que é bastante considerando que os preços mudam bem pouco de loja pra loja. Por causa disso, muitas vezes eu tento concentrar as compras na Neutral pra conseguir o desconto ;)


The Place Free Shop foi um dos meus preferidos porque tem um monte de Boujois! O lugar estava em obras no dia, por isso a fachada meio fechada, mas por dentro tudo bem ok. O atendimento foi mais ou menos porque não tinha nada de provadores de algumas marcas e a vendedora me fez apagar as fotos de dentro da loja (sério, alguém me explica qual é o sentido dessa política de não deixar tirar fotos dentro da loja? é só divulgação pra eles).

Lá tinha bastante Clarins, makes NYC, The Body Shop, makes Dior, Chanel e as outras marcas que tem em quase todas as lojas tipo Revlon, Loreal e Max Factor.



O Barão Free Shop também é um dos grandes, só que fica numa rua lateral à avenida principal, na rua Paysandú. Mas é bem próxima, a menos de uma quadra! Lá encontrei quase todas as marcas de make e todas com provador, até Clinique e Borjois! O chato é que os provadores não ficam junto dos mostruários dos produtos, tem que ir atrás de uma vendedora e pedir pra olhar. Eu experimentei tudo mesmo! Tem bastante coisa da Nivea também (que pelos preços acaba ficando quase o mesmo valor aqui do Brasil, não vale muito a pena), e lá consegui tirar algumas fotos!





foto

O Class Duty Free Shop foi uma descoberta pra mim, pois também fica numa rua lateral (na rua Ceballos), e lá encontrei uma marca que não tinha visto em nenhuma outra loja: Essence. Pelo que eu sei é uma marca de farmácia da europa (se eu tiver errada me corrijam!), e já tinha usado uns produtos dela que tinha ganhado e eram bem bonzinhos. Só que os preços são absurdamente baratos, tipo U$3 por lápis de sobrancelhas e de olhos, U$4 por corretivos e delineadores em gel e coisas do tipo. Paguei ridículos 3 dólares por um tônico para o rosto com 200ml que é bem bonzinho, nem acreditei. Lá também tinha bastante Victoria Secrets em promoção e uma marca diferente também chamada Makeup Factory, além de Puppa.




O Black Free Shop é uma lojinha minúscula que parece não ter quase nada, e não tem muita coisa mesmo. Tem SÓ algumas makes da MAC e coisas da Victoria Secrets diferentes tipo lingerie. O problema das makes da MAC que tem é que não é uma Loja da MAC oficial, é só uma loja que compra as makes em algum lugar e revende lá (meio que sem autorização nenhuma, pelo que uma vendedora da MAC daqui me comentou). Não que eu ache que as coisas sejam falsificadas, mas a variedade é pequena e os preços são altos. Ah, o mais chato é que as coisas ficam atrás de uma bancada e não dá pra mexer em nada, a vendedora te alcança mesmo.

O que eu encontrei de MAC lá: Batons normais (U$26) e batons prolongwear, Bases Studio Fix líquida e em pó (U$47), Pigmentos (U$38), algumas cores mais populares de sombras (U$28), corretivo Studio Fix (U$32), Blushes e mais algumas coisinhas que a vendedora impaciente não quis me mostrar direito.



Pra mim não valeu a pena comprar nada da MAC lá porque além dos preços inflados o dólar também estava super em alta: enquanto em outras lojas a cotação estava R$2,10, lá estava R$2,28! Perguntei da diferença tão grande e a vendedora disse que eles compram direto da casa de câmbio e por isso encarece. Não sei, mas a loja me pareceu um pouco improvisada!




Zebra Free Shop é um menor, mas foi um dos únicos em que encontrei Wet N'Wild! A variedade de produtos da marca não é enorme, mas as coisinhas que tem valem super a pena! Também tem as makes da Tigi (que encontrei por um preço bem menor que em outras lojas), Revlon, Lancome, Clarins e outras marcas.




Fotografei o Colonial Free Shop porque é um dos grandes por fora, mas pra maquiagem um dos mais fraquinhos. Tinha só Max Factor, e umas coisinhas perdidas da Revlon. Nada de diferente, mas acho que a variedade de perfumes é boa e vi bastante relógios e coisas do tipo.



Pra quem mora perto, vale muito a pena viajar para comprar mais barato, tendo um volume considerável de compras. Mas é sempre bom calcular os gastos de deslocamento, alimentação e hospedagem para ver se realmente vale a pena ir até a fronteira para fazer as suas compras.

É uma continha simples: o quanto eu vou economizar - o que eu vou gastar para viajar = o quanto vale a pena!

As coisas costumam custar mais ou menos a metade do preço que custam aqui no Brasil, então por exemplo se você vai respeitar a cota e gastar U$300, vai economizar uns R$300 no mínimo. 

Por exemplo se você vai de carro, com um consumo de 15km por Litro saindo aqui de Porto Alegre gastaria uns 70 litros de gasolina, que atualmente dá um pouco menos de R$200. Mais alimentação e hospedagem, já passa de R$300 e não vale a pena ir sozinha de carro. Mas se você vai com mais 3 ou 4 pessoas no carro e divide a gasolina, de repente volta no mesmo dia para economizar na hospedagem, os custos já diminuem bastante e vale mais a pena!

Pra quem mora em outros estados fica complicado e tem que comprar baastante pra valer a pena. 

Resumindo o blablabla: é um ótimo lugar pra fazer compras internacionais e realmente é tudo mais barato do que aqui no Brasil! Mas a variedade de produtos não é das melhores e é sempre bom considerar os gastos da viagem pra ver se realmente vale a pena ir só pelas compras! ;)

Espero que esse guia ajude quem tiver pensando em ir, e quem já foi pode compartilhar suas dicas aqui também!

2 comentarios:

elidiane disse...

Muito obrigado pelas dicas.Esclareceu bastante minhas duvidas.bjs

Anônimo disse...

Julika, obrigada pelas dicas! Você falou bastante em makes, mas saberia informar se vale a pena ir de Poa à Rivera para comprar espumantes? E quantas garrafas posso trazer por cada RG? Obrigada, Thaís.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve?

Quem escreve?
JuliKa Oliveira, gaúcha de Porto Alegre, trabalha como maquiadora e designer de sobrancelhas e é apaixonada por beleza e compartilhar conhecimento! Contato pelo julika.oliveira@terra.com.br

Tags

tutorial (67) colorido (62) resenha (43) neutros (40) dicas (37) roxo (33) delineador (28) novidades (28) festa (25) artistica (22) azul (22) preto (22) dia-a-dia (20) dourado (20) make up (20) rosa (20) glitter (19) inspiração (16) trabalhos (16) swatch (12) make (11) paleta (10) tosquera (10) clientes (9) laranja (9) sobrancelhas (9) cilios postiços (8) vinho (8) NYX (7) coastal scents (7) concurso (7) dica (7) esmalte (7) lilas (7) verde (7) vult (7) BBB (6) fotografia (6) video gringo (6) youtube (5) antes e depois (4) crazy stuff (4) glítter (4) marrom (4) DIY (3) boneca (3) carnaval (3) maletas (3) organização (3) primer (3) TAG (2) maquiagem masculina (2) photoshop (2) vendas (2) c (1) coruja (1) fantasia (1) leve (1) pinceis (1) rimel (1)

Curta o All My Looks

Faça Parte!

All My Looks.com.br. Tecnologia do Blogger.

Sugestões

Ocorreu um erro neste gadget